Âmbar: um remédio natural que vai te surpreender!

Antes de falar sobre o efeito curativo e atenuante das joias de âmbar, há alguns fatos relacionados sobre este remédio natural maravilhoso:

  1. Os antigos acreditavam que colares, anéis e pulseiras de âmbar, quando usados ​​contra a pele, produzem efeitos benéficos medicinais;
  2. Doenças da tireoide podem ser curadas usando colares de âmbar perto do corpo e do pescoço;
  3. O ácido succínico, encontrado no genuíno âmbar Báltico, têm efeitos benéficos no corpo humano;
  4. O âmbar lapidado e polido não possui apenas efeitos benéficos, mas também é agradável ao toque;
  5. Algumas civilizações antigas acreditavam no poder do âmbar de tratar o que conhecemos hoje como depressão e ansiedade;
  6. O âmbar purifica o corpo humano, ajuda o trato digestivo e ajuda o corpo a liberar fluidos tóxicos;
  7. Avicena, um famoso médico durante a Idade Média, acreditava na eficácia do âmbar do Báltico e escreveu que os colares de âmbar são benéficos no tratamento de bócios, um estado avançado de doença da tireoide, em que o pescoço incha;
  8. Albert Bogdasarov, um mineralogista bielorrusso, recomenda colares de âmbar para crianças em áreas de altos valores de radiação causados ​​pelo desastre de Chernobyl;
  9. Colares de âmbar são amplamente conhecidos por seus benefícios para bebês na fase de dentição;
  10. Fortalece a imunidade; facilita o sono; reduz a febre; reduz a inflamação no corpo; mantém o bem-estar; é benéfico para o sistema endócrino, para o fígado, rins, intestinos, estômago, baço, tireoide e garganta; é
    benéfico em caso de dor de estômago, úlcera, asma, dor de ouvido, reumatismo, sangramento nasal.

Então, aqui você tem 10 fatos sobre os efeito de cura das joias de âmbar. Vamos passar para outras descobertas e pesquisas ambarinas.

Os primeiros relatos das descobertas do âmbar como um remédio natural datam do tempo de Hipócrates: 460-377 aC. Hipócrates, também conhecido como o pai da medicina, foi o primeiro a mencioná-los em uma fonte escrita. Igualmente e mais tarde, Plínio, o Velho, escreveu sobre as propriedades médicas de âmbar em suas obras.

Além disso, Callistratus é outro escritor antigo que afirmou que os colares de âmbar usados ​​ao redor do pescoço alivia as dores do usuário, como queixas graves de dores na cabeça, no pescoço na e garganta. Assim, pulseiras de âmbar foram usadas na cura de reumatismo, artrite, cansaço geral e fadiga.

Neste sentido, efeitos semelhantes foram alcançados não só pelo uso de âmbar, mas também por esfregar no corpo. Uma vez que cremes e misturas com âmbar como o ingrediente principal foram usados ​​como um remédio em queixas do sistema respiratório, como asma e bronquite ou na circulação sanguínea e problemas cardíacos.

Do mesmo modo, na literatura do século XIX e nas obras de Haczewski, encontramos prova de que o âmbar foi usado como remédio natural para todas as doenças e tornou-se uma das seis substâncias médicas mais eficientes e a única resina com grande uso na medicina.

Hoje, há uma tendência crescente sugerindo que tudo natural é benéfico para o corpo humano. Portanto, químicos homeopáticos usam âmbar como um ingrediente principal em seus medicamentos e a indústria de cosméticos suporta o uso de âmbar em cremes, tônicos e tratamentos facilmente absorvidos pela pele humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *