Depressão: causas, tratamentos e prevenção

Depressão: como se manifesta, causa, tratamentos e prevenção

Em um mundo de socialização e relacionamentos virtuais intensos, as pessoas estão ficando solitárias e deprimidas. Por isto, é cada vez mais recorrente tentar entender e compreender a doença. Em outras palavras, todos queremos saber como a depressão se manifesta, quais são as causas, os possíveis tratamentos e as formas de prevenção.

A depressão é uma das doenças mais disseminadas do terceiro milênio. A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 300 milhões de pessoas de todas as idades foram afetadas em 2015. Isso e um aumento de 18% em dez anos, quase 800.000. Neste sentido, anualmente, as pessoas cometem suicídio por esse motivo (ref. 2015) e 15% das mulheres sofrem de depressão em algum momento da vida.

Consequentemente, a depressão também foi declarada a terceira causa global de incapacidade em 2014 e, até 2020, os especialistas acreditam que ela se tornará a principal causa.

Em muitos países, não há ou há pouco apoio disponível para pessoas com transtornos mentais. Mesmo em países de alta renda, quase 50% das pessoas com depressão não recebem tratamento.

Assim, cerca de 01 em cada 20 pessoas no mundo, em algum momento da vida, sofre de depressão com um nível razoavelmente alto de danos. Neste sentido, dados publicados no relatório de fevereiro de 2017 da OMS (Organização Mundial da Saúde) descobriram que os transtornos de ansiedade, abrangendo uma série de condições, incluindo transtorno de estresse pós-traumático e transtorno obsessivo-compulsivo, afetaram mais de 260 milhões de pessoas, representando mais de três por cento da população global.

Muitas pessoas sofrem de transtornos de ansiedade e depressão simultaneamente, havendo uma grande sobreposição entre eles.

O que é depressão?

A depressão é um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza persistente e perda de interesse nas atividades que você normalmente gosta, acompanhada por uma incapacidade de fazer o trabalho diário por pelo menos duas semanas.

Além disso, as pessoas que sofrem de depressão geralmente têm algum dos seguintes sintomas: falta de energia; alterações do apetite; insônia ou, inversamente, excesso de sono, o que leva a pessoa a dormir muito; ansiedade; falta de concentração; indecisão; agitação; sensação de estar sem valor; culpa ou falta de esperança; às vezes pensamentos de auto-agressão ou suicídio.

De fato, os psicólogos apontam que a depressão pode levar ao suicídio. Uma porcentagem significativa do suicídio de um milhão sofre de depressão. Ao mesmo tempo, especialistas dizem que a doença se manifesta no corpo, mente e pensamentos, e não é apenas uma tristeza de momento pela qual cada um de nós passa.

Como ocorre a depressão e como ela se manifesta?

A pessoa deprimida se sente impotente, incerta, inquieta, lenta ou agitada, geralmente está chorando, preocupada, rígida, com rugas pronunciadas de expressão. A pessoa deprimida experimenta sentimentos de desamparo, tristeza, desânimo, abandono, solidão, culpabilidade. Às vezes ela não tem sentimento, está vazia. É sensível às variações climáticas. A pessoa tem dores de cabeça, dores de estômago e distúrbios digestivos.

Por conseguinte, os pensamentos que aparecem na depressão são negativos sobre o futuro.  A pessoa passa a odiar seu rosto, seu corpo, sente-se sem valor, tem medo da pobreza, sofre de insuficiência, sente-se pecadora. Ou seja, ela tem medo do fracasso, escapa das responsabilidades e evita a nova vida real.

Quais são os fatores desencadeantes da depressão?

Outro aspecto muito pouco conhecido do público em geral, é que a depressão pode ser geneticamente obtida ou adquirida por si só. Em outras palavras, as causas da depressão são muito variadas.

Paradoxalmente, em tempos de mais e mais comunicação, redes sociais que fazem milhares de amigos, mesmo nestes tempos, na vida real, as pessoas sentem-se cada vez mais solitárias. Construir relações harmoniosas fica mais difícil e tornam-se cada vez mais desconfiados. O tempo gasto com seu próprio ser, família e amigos fica cada vez menor.

O mais sensível e mais suscetível ao fenômeno da depressão, são mulheres e crianças.

Com efeito, a taxa de divórcio está aumentando, mais e mais crianças são criadas por um dos pais ou abandonadas, colocadas em adoção. A depressão pós-parto é vivida por 20 a 30% das mulheres que dão à luz, incluindo mulheres com perturbações da gravidez.

Há um grande número de crianças que sofrem de depressão na idade pré-escolar. Encontramos mais e mais mulheres solteiras. Deste modo, muitas das que têm um relacionamento vivem em solidão e são diagnosticadas com depressão. Neste mesmo sentido, a manifestação do álcool, drogas, jogos de azar, prostituição, promiscuidade sexual, na realidade, são equivalentes deprimentes. A previsão médica nos diz que nas próximas décadas, mais de 45% de nós sofrerá de depressão.

Qual é o tratamento para a depressão?

Em primeiro lugar, no caso de uma pessoa que sofre de depressão, é absolutamente necessário avaliar cuidadosamente o seu estado físico e mental. Isto é, com a finalidade de desenvolver um plano terapêutico imediato e de longo prazo.

Então, os métodos de tratamento mais comuns são a terapia medicamentosa e a psicoterapia, mas podem ser complementados com tratamentos alternativos.

Benefícios do ÂMBAR no tratamento para depressão

O colar de Âmbar serve para propósitos que são úteis para promover positividade e absorver negatividade. É um método natural maravilhoso que qualquer pessoa pode usar para tratar emoções negativas. Ou seja, o Âmbar, através do ácido succínico, também fornece um efeito de combate benéfico para muitos sentimentos e sensações físicas, a saber:

Como-

  • Tensão;
  • Irritabilidade;
  • Alterações de humor;
  • Dissipa a raiva;

Assim, essas formas de tensões mentais e emocionais são causadas por várias situações da vida que podem acontecer com qualquer um. É normal sentir-se irritado, triste, com medo ou estressado de tempos em tempos, mas não deve ser excessivo.

Um indivíduo pode realmente motivar-se a permanecer tão positivo quanto possível em uma situação adversa. Ele pode lutar contra sentimentos negativos que perduram por muito tempo. Ainda assim, muitos de nós podem concordar que pode ser difícil, mesmo quando tentamos nos livrar desses sentimentos. Portanto, vestindo um colar de Âmbar você sentirá esse impulso adicional.

Isto porque o colar irá ajudá-lo a lutar contra o medo, ansiedade, raiva, depressão ou humor.

De tal maneira, a eficácia é satisfatória para qualquer um que use o colar de Âmbar com a finalidade de obter efeitos terapêuticos a partir dele.  O Âmbar ajuda na inflamação! É perfeito para problemas como febre, resfriados, atrite, túnel do carpo, dores no nervo ciático, para bebês quando sentem dor na fase da dentição, para problemas de intestino, cólicas, refluxo ácido, eczema, azia, úlceras, etc.

Como funciona um colar de Âmbar?

Pense no colar de âmbar como uma maneira alternativa de reduzir suas tensões mentais e emocionais. Algo que você experimente todos os dias.  Ou seja, pense nisso como um recurso que pode ajudá-lo quando você estiver se sentindo triste ou aborrecido, ou quiser estar mais sintonizado com suas emoções.

Certamente, ao usar um colar de Âmbar, a energia que vem dele ajuda a conectar a pessoa com as suas emoções. Seu efeito comprovado para estimular as emoções é capaz de atingir as áreas da consciência de um indivíduo. Ou seja, é capaz de proporcionar um efeito de elevação. Neste sentido, as emoções extremas são reduzidas e estabilizadas dentro do núcleo mental e emocional de cada um.

Ou seja, tudo de forma que o indivíduo sinta tranquilidade esteja e mais relaxado. A resina o âmbar é uma das formas mais eficazes de combater as tensões mentais. Inclusive as emocionais. Ambas causadas pelo ambiente ou dentro de nós mesmos.

Âmbar e maravilhoso!

Então, respondendo a uma das indagações feita no início deste texto, o âmbar é uma perfeita alternativa natural para o tratamento da depressão. Além disso, como vimos acima, é ótimo para diversas outras coisas. Então, tenha em mente que cuidar de si é importante. Mas também, lembre-se que cuidar de si de forma natural, é mil vezes mais maravilhoso. Cuide-se.

Deixe uma resposta