Quais são os passos para manter o peso de forma saudável?

Muito peso pode prejudicar seu corpo, especialmente seu coração. A boa notícia é que existem passos que você pode tomar para se tornar mais saudável – e até mesmo perder um pouco de peso pode começar no caminho certo.

Por que perder peso?

Se você é extremamente obeso, perder peso pode significar “menos doenças cardíacas, menos diabetes  e menos câncer”. É o que diz Robert Eckel, MD, ex-presidente da American Heart Association. “Melhorias metabólicas começam a ocorrer quando pessoas com obesidade extrema perdem cerca de 10% do peso corporal.”

Além disso, se você sofre com a obesidade, perder peso pode reduzir o risco de doença cardíaca e derrame; fatores de risco como pressão alta,  glicemia e apneia do sono. Também pode ajudar a diminuir o colesterol total, os triglicerídeos e aumentar o colesterol “bom” – HDL.

Entendendo a Obesidade

Um IMC saudável varia de 17,5 a 25 kg / m2. Se o seu índice de massa corporal é 40 ou superior, você é considerado extremamente obeso (ou obeso mórbido). Confira a calculadora IMC da American Heart Association para adultos para determinar se o seu peso está em uma faixa saudável.

Nota: O IMC em crianças é determinado usando um calendário IMC diferente do CDC.

Uma mulher é extremamente obesa se tiver 5 pés, 4 polegadas de altura e pesar 235 libras, fazendo com que ela atinja o IMC 40,3 kg / m2. Para alcançar um IMC saudável de 24,8, ela teria que perder 90 libras para atingir um peso de 145 libras.

Um homem é extremamente obeso se tiver 1,90 m de altura e 315 kg, fazendo com que seu IMC atinja 40,4 kg / m2. Para atingir um IMC saudável de 25,0, ele precisaria perder 120 libras para atingir um peso de 195 libras.

Os médicos usam o IMC para definir a obesidade severa em vez de um determinado número de libras ou um limite de peso definido, porque o peso dos fatores de IMC em relação à altura.

Como ficar mais saudável

Se você é extremamente obeso, tomar medidas para perder peso e melhorar sua saúde pode parecer esmagadora. Você pode ter tido problemas para perder peso ou manter sua perda de peso. Ou foi diagnosticado com problemas médicos e suportou o estigma social da obesidade.

“A chave para começar é encontrar um médico compassivo com experiência no tratamento da obesidade extrema”, disse o Dr. Eckel, que também é professor de medicina e Charles A. Boettcher II Presidente em Atherosclerosis na Universidade do Colorado Anschutz Medical Campus em Aurora Colo. “A ligação com o seu médico é a melhor maneira de superar a primeira base e o caminho para uma saúde melhor.”

Portanto, se você é extremamente obeso, o Dr. Eckel recomenda que você se torne mais ativo. Mas não inicie um programa vigoroso de exercícios sem receber orientação médica e não até perder 10% do seu peso corporal.

Então, “você pode continuar o nível de atividade física que já está fazendo, mas verifique com seu médico antes de aumentá-lo”, disse Eckel. “Algumas pessoas com obesidade extrema podem ter problemas de saúde, como artrite ou doenças cardíacas, que podem limitar ou até mesmo piorar com o exercício”.

Opções de tratamento

Converse com seu médico sobre os benefícios para a saúde e os riscos das opções de tratamento para obesidade extrema:

  1. Mude sua dieta . Você pode ser encaminhado a um nutricionista/nutrólogo que pode ajudá-lo com um plano para perder de um a dois quilos por semana. Para perder peso, você tem que reduzir o número de calorias que consome. Comece rastreando tudo o que você come.”Você precisa se tornar um bom detentor de registros”, disse Eckel. “Reduza as calorias em 500 calorias por dia para perder cerca de um quilo por semana, ou corte 1.000 calorias por dia para perder cerca de dois quilos por semana.”
  2. Adicione atividade física depois de atingir um mínimo de 10% de meta de perda de peso.
  3. Mantenha seu corpo saudável com âmbar Báltico.

O âmbar é usado não apenas na indústria de joias, mas também em outras. Os médicos recomendam o tratamento como antibiótico natural e anti-inflamatório.

O âmbar do Báltico é atestado em relatos históricos desde os tempos pré-históricos. Desde então, tem sido usado de várias maneiras. Hipócrates foi o primeiro a escrever sobre o uso do âmbar na medicina. Ele documentou como o âmbar poderia ajudar nas dores do pescoço, da cabeça e da garganta se um colar curto de contas de âmbar fosse usado no pescoço, contra a pele. Assim, demonstrou-se ser eficiente mesmo em dores intensas e para melhorar a imunidade.

Além disso, pulseiras de âmbar foram usadas por aqueles que sofriam de doenças ósseas, como reumatismo e artrite. Neste sentido, foi pensado para ser benéfico também na redução da fadiga e cansaço geral. Em alguns casos, pedaços bastante grandes de âmbar seriam esfregados no corpo dos doentes. Ou seja, isso teria um efeito calmante e aliviaria a dor.

Neste sentido, o âmbar tornou-se o ingrediente principal em cremes e misturas, juntamente com outras ervas medicinais e a mistura foi usada como um remédio contra dores respiratórias, asma ou bronquite e contra distúrbios intestinais ou da bexiga. Foi utilizado até para problemas cardíacos e circulatórios com resultados efetivos.

O âmbar do Báltico, por exemplo, é conhecido como um excelente antibiótico natural. Ao longo dos anos e ao longo de muitos séculos, o âmbar também tem sido usado para os rins, o sistema nervoso e o coração, devido ao fato de ter efeitos positivos nos órgãos internos e ajudar as pessoas a relaxar, reduzindo a ansiedade.

Outra coisa que chama a atenção para o uso do âmbar na medicina é extremamente benéfico é o ácido succínico que ele contém. Entretanto, nem todas as resinas fossilizadas têm, mas o âmbar tem até oito por cento desse ácido na camada superficial. Fazendo uma grande parte do âmbar natural do Báltico, esta é uma das razões pelas quais o ácido succínico é também conhecido como ácido âmbar. Além disso, é também um componente de tecido animal e vegetal, e os europeus têm usado por séculos para curar doentes.

Portanto, o ácido succínico é bom para o corpo e a mente.

Para o corpo, é utilizado no ciclo de Krebs, também conhecido como ciclo ácido cítrico, envolvido nos processos metabólicos intermediários. Inclusive, é um poderoso antioxidante que combate os radicais livres que são extremamente tóxicos para o corpo humano. Também ajuda a combater as perturbações do ritmo cardíaco.

Para a mente, a pesquisa mostrou que o ácido âmbar estimula a recuperação do sistema neural. Ela ajuda o sistema imunológico, compensa a drenagem de energia no corpo e no cérebro e reduz o estresse, aumentando a consciência, a concentração e os reflexos.

Então, uma pessoa obesa pode sofrer com muitas das doenças citadas acima e o âmbar pode ajudá-la a ter uma qualidade de vida muito melhor.

Obtenha o suporte social ou médico, se necessário

Embora algumas pessoas possam modificar seu estilo de vida e perder peso por conta própria, muitas precisam de ajuda extra. Em outras palavras, um sistema de suporte social pode ajudar a encorajar seu progresso e mantê-lo no caminho certo.

Portanto, decida qual suporte atende melhor às suas necessidades. Seja um grupo de apoio para perda de peso ou uma terapia individual. Além disso, algumas pessoas com obesidade extrema sofrem de depressão. Assim, converse com seu médico sobre o melhor tratamento, pois alguns medicamentos antidepressivos podem causar ganho de peso.

E aproveite todos os benefícios que essa maravilha chamada âmbar pode oferecer!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *