Remédios naturais para inflamação e dor

Remédios naturais, até mesmo os que combatem a inflamação, são feitos de ingredientes naturais e são menos tóxicos. Portanto, menos prejudiciais ao corpo, se tomados como indicado.

Mesmo em doses baixas, muitas drogas prescritas e de venda livre são tóxicas e têm efeitos negativos a curto prazo no fígado, rins e trato digestivo. Quando tomadas a longo prazo, ou não conforme indicado, os medicamentos farmacêuticos podem causar danos graves aos órgãos.

Por quê?

Porque as drogas, ao contrário dos remédios naturais para inflamação e dor, são criadas em um laboratório. Em outras palavras, nossos corpos não estão preparados para digeri-las e processá-las. Além disso, as drogas são incrivelmente poderosas, o que lhes dá a capacidade de oferecer alívio rápido dos sintomas, como dor e inflamação.

Portanto, isso é bom para uso a curto prazo, mas pode ser prejudicial ao longo do tempo. O corpo simplesmente não pode metabolizar essas drogas o suficiente para evitar que causem novos danos e efeitos colaterais.

Os remédios naturais, por outro lado, são feitos do material da natureza.

Isso inclui folhas, galhos, frutos, casca, raízes, videiras, vitaminas e minerais. São substâncias naturais que não podem ser reguladas pelo FDA porque são tecnicamente alimentos. Se você entendeu a herbologia, você pode, como muitas culturas tradicionais, ajustar sua dieta para incluir as ervas em suas refeições. No entanto, para condições dolorosas e crônicas, como artrite, isso significaria a cada refeição. Tomar estes ingredientes como suplementos para a sua dieta é o caminho a percorrer.

Neste sentido, o Dr. Mark Wiley recomenda tomar remédios naturais que reduzam a dor e a inflamação, protejam a saúde das articulações e promovam a cura sem efeitos colaterais.

Vale destacar que o Dr. Mark Wiley é um profissional de saúde mental, autor, palestrante motivacional e professor de renome internacional. Possui doutorado em medicina oriental e alternativa, realizou pesquisas em oito países e desenvolveu um modelo de saúde e bem-estar baseado em uma abordagem autodirigida de autocura.

Então, vamos aos exemplos:

1. Vitaminas

As vitaminas são essenciais para a saúde. Cada coisa natural que você come contém as vitaminas necessárias para o crescimento, reparação, densidade óssea, equilíbrio de pH e regulação hormonal. Entretanto, o problema é que muitas pessoas não têm acesso a alimentos orgânicos integrais. Portanto, a suplementação vitamínica é importante. Portanto, quando sofrem de inflamação, dor e artrite, as seguintes vitaminas podem ajudar.

Vitamina B12:

É um nutriente que promove células sanguíneas saudáveis. Previne a anemia e combate naturalmente a inflamação das articulações e ajuda a produzir DNA . Assim, é essencial para o funcionamento normal das células, sistema nervoso e trato gastrointestinal.

Vitamina D3:

É uma vitamina lipossolúvel que promove a absorção de cálcio e permite a mineralização normal e o crescimento dos ossos. Deficiência de vitamina D3 (a fonte ativa de vitamina D) pode levar à perda de densidade óssea, ossos frágeis ou ossos deformados. Níveis amplos podem ajudar a prevenir a osteoporose. Portanto, é importante que você peça ao seu médico para testar seus níveis de vitamina D no sangue, para garantir que você não fique muito.

Vitamina E:

É um nutriente solúvel em gordura e essencial para os seres humanos. Os componentes mais importantes da vitamina E parecem ser os tocoferóis. Todas as quatro formas de tocoferol mostraram ter atividade antioxidante, mas o alphatocoferol é o antioxidante mais forte. O alfa-tocoferol inibe a oxidação do LDL, o que pode ajudar a impedir que o LDL adira às paredes arteriais. Além de suas propriedades antioxidantes, a vitamina E também atua para reduzir a coagulação sanguínea e pode ajudar a reduzir a pressão sanguínea provocando o relaxamento endotelial.

A vitamina K2

Ajuda a prevenir a osteoporose, mantendo o cálcio nos ossos onde ele pertence. Sem vitamina K2, o cálcio flutua pela corrente sanguínea e adere a lugares a que não pertence, como os vasos sanguíneos

2. Óleo de peixe / ácidos graxos ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 encontrados em abundância no óleo de peixe derivados do bacalhau, da truta, do arenque, do salmão e de outros peixes de águas frias são remédios naturais comprovados para reduzir a inflamação.

Pesquisas da Universidade de Cardiff, na Grã-Bretanha, descobriram que o óleo de fígado de bacalhau não apenas alivia a dor, mas também interrompe e até mesmo reverte os danos causados ​​pela osteoartrite e pela artrite reumatoide.

Portanto, os ómega-3 ajudam na rigidez matinal, regeneram o tecido das articulações e têm demonstrado também ajudar em doenças auto-imunes como artrite reumatoide, lúpus e psoríase.

Neste sentido, de acordo com as recomendações da Fundação Arthritis, ao tratar condições relacionadas à artrite, é melhor usar “cápsulas de óleo de peixe com pelo menos 30% de EPA / DHA, os ingredientes ativos. Para lúpus e psoríase, 2 gramas de EPA / DHA três vezes ao dia. Para o fenômeno de Raynaud, 1 grama quatro vezes ao dia. Para a artrite reumatoide, até 2,6 gramas de óleo de peixe (1,6 gramas de EPA) duas vezes ao dia ”.

Além de tomar os remédios naturais indicados acima você pode vestir contas de âmbar Báltico. Isso mesmo! Vestir! Isto é, usar joias feitas de contas de âmbar. Veja a seguir os muitos benefícios desta resina e entenda porquê ela é uma excelente opção para você que busca uma qualidade de vida melhor:

3. Âmbar Báltico

Além de aceitá-lo como uma gema semipreciosa e um acessório maravilhoso para usar como joias, também devemos aceitar o âmbar como remédio natural tradicional.

Desta forma, as pessoas têm usado âmbar em terapias aromáticas e em tratamentos para curar doenças e epidemias desde os tempos antigos. Portanto, não é apenas uma joia. É também uma resina de cura usada para acalmar certas áreas do corpo humano onde a dor está presente.

A maneira mais fácil de usar o âmbar como remédio natural é usá-lo em contato direto com a pele. As pessoas costumavam colocá-lo na área do estômago, do baço, do fígado, dos rins ou de qualquer outro órgão interno, onde sentiam dor ou desconforto. Também foi usado para distúrbios nervosos e pedras nos rins.

O melhor exemplo da história é o duque Albrecht dando a Martin Luther o âmbar branco como remédio para a dor de sua pedra nos rins.

Neste sentido, as pessoas que usavam âmbar como joias tinham uma vida mais saudável, força e boa imunidade. A aromaterapia antiga também usava âmbar como remédio tradicional. Os pedaços de resina petrificada foram queimados. Assim, a fumaça provou ter efeitos purificadores nas pessoas. Isso ajudava psicologicamente quando sofredores de queixas estomacais ou ansiedade do coração inalavam sua fumaça. Também foi benéfico para gota e reumatismo.

Plínio, o Velho (falecido em 79 dC) costumava recomendar o âmbar como um remédio natural para todos os tipos de doenças. Como doenças oculares, dores de garganta, febre e até mesmo distúrbios mentais. As pessoas doentes simplesmente teriam que usar um colar de âmbar para lutar contra dores e queixas.

Neste sentido, Georgius Agricola (1494-1555) foi um famoso médico, alquimista e farmacêutico em Joachimsthal e Chemnitz. Assim, ao realizar diferentes experimentos em âmbar, ele descobriu que a extração de ácido âmbar na destilação é de grande importância na produção de cor. Além disso, como farmacêutico e médico, ele acreditava no âmbar como um remédio tradicional. Argumentou que “possui a capacidade de se espalhar, […] portanto, pára a hemorragia em todos os lugares em que aparece”. Ele também acreditava que o âmbar poderia inibir vômitos, diarreia e úlceras. Oferecendo, assim, ajuda significativa contra amigdalite e dor de garganta. Âmbar também era bom para as palpitações cardíacas e afugentava a epilepsia.

De certo, durante os séculos XVII e XVIII, os médicos recomendam o uso de remédios âmbar para diversas doenças. Isto é, doenças reumáticas e coração, doenças de pele e convulsões, doenças neuropáticas, doenças dos pulmões, rins e outros órgãos internos, e para curar úlceras. Além disso, outra recomendação do âmbar como remédio natural tradicional era o uso dele contra tosses comuns ou dores no pescoço.

Portanto, caro(a) leitor(a), não deixe de usar joias de âmbar. Isto porque você vai se surpreender com os resultados!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *