Como superar a depressão e a ansiedade?

Você sabia que é possível superar a depressão e a ansiedade de uma maneira muito simples e natural?

Dizem que acordar todos os dias é uma luta. É como lutar uma batalha dia após dia. E, muitas vezes, a parte mais difícil é tentar esconder a tristeza. Nos últimos anos, mais e mais pessoas têm falado sobre saúde mental. O tópico tem tido uma cobertura crescente na mídia.

Não mais visto como um tema tabu, as pessoas estão percebendo, aos poucos, o quão comum é sofrer de ansiedade e depressão.

As celebridades estão liderando o caminho e o restante de nós está seguindo. As pessoas estão percebendo que as lutas pela saúde mental não são em absoluto motivo de vergonha. É um momento preocupante para pessoas que já lutam com ansiedade, depressão e outras doenças mentais. Mas se você nunca lutou com a sua saúde mental, é extremamente difícil de entender. Mas uma coisa e certa: Temos como superar esse momento difícil. Então pedimos para as pessoas tentarem explicar.

O que é “sentir ansiedade e depressão”?

“Um sentimento sufocante de pavor.”

“É uma sensação sufocante de medo e pressentimento que afeta você tanto física quanto mentalmente.”

“Pode parecer difícil respirar e seu coração pode estar acelerado. Portanto, mesmo que você esteja sentado em sua mesa. Pode ser muito desconsolador quando os entes queridos não entendem. Ou ainda, quando dizem para você sair dessa situação ou se recompor. ”

“Para mim, depressão é quando eu não me importo com nada. Ou seja, quando eu poderia muito bem me autodestruir e morrer a qualquer momento.”

“ Ansiedade é o oposto. Ou seja, eu me preocupo com tudo e estou convencido de que tenho câncer ou alguma doença rara.”

Outras pessoas dizem que:

“Eu começo a entrar em pânico. Eu tenho muitas sensações físicas – como tremores e palpitações – que parecem reforçar a crença de que estou prestes a morrer. A qualquer segundo.”

“Nada te traz alegria.”

“Sofrer de ansiedade é como ter uma sensação constante de medo, mesmo quando não há nada com que se assustar, e sua mente faz você sentir que há sempre algo com que se preocupar.”

São sensações quase que inenarráveis…

“Isso faz você pensar demais e se concentrar nas coisas e os efeitos físicos podem ser desestabilizadores – insônia, falta de apetite, dificuldades respiratórias e ataques de pânico.”

“Suga a vida de você e de tudo ao seu redor – você está constantemente cansado, sem entusiasmo e triste. Nada realmente traz alegria e você se torna bastante isolado e retraído.”

“Um sentimento abrangente de desamparo.”

“É diferente de ser ‘triste’ ou de se sentir “pra baixo”. É uma sensação abrangente de desamparo. Ou seja, sensação de que está encarando a escuridão e sentindo-se completamente incapaz de sair dela.”

E os sentimentos continuam…

“Todo dia é como viver uma mentira.”

“Alguns dias são excruciantes e minha fuga é me maquiar e fingir que estou bem. Todo dia é como viver uma mentira e todo mundo me vê como uma mulher bonita e confiante com seu próprio negócio e carreira. Ninguém me vê no meu quarto, à noite, chorando sozinha e imaginando se haverá um dia em que não irá doer. ”

“Eu escolho lidar sozinho porque as poucas vezes em que tentei explicar para as pessoas, elas me disseram o habitual: ‘supere isso’ ou não entenderam porque eu ficaria deprimido. Ou seja, é mais fácil sofrer em silêncio do que procurar ajuda entre os poucos amigos que tenho. Assim, ninguém deve ver minha vulnerabilidade ou saber que estou lidando com essa turbulência mental. ”

Então, tudo parece não ter fim…

“Viver com ansiedade é um pouco como aquela sensação arrepiante de que você deixou o ferro ligado quando saiu para o trabalho. Porém, você não o tinha usado naquela manhã. Então, você para de usar o ferro e começa a usar camisas que não amassam. Ou seja, para que você nunca mais tenha que pensar se o ferro está ligado. E, ainda assim, existe a sensação de que o ferro está ligado, fazendo um buraco nas cortinas e queimando o estofado.”

“Coisas que deveriam ser uma preocupação passageira podem se expandir rapidamente para um medo que me consome. Por isso, passo muito tempo tentando evitar coisas que sejam gatilhos, geralmente com muito pouco sucesso.”

“Com meus problemas de saúde mental, há uma pressão constante em provar que posso fazer as coisas. Assim, faz com que os momentos em que eu não me saísse bem, dificultassem minhas tentativas de lidar com os meus problemas.”

“Não é fácil lutar contra a sua mente diariamente, é preciso confiança, mas não sou corajosa ou determinada o suficiente para fazê-lo.”

“Eu sou uma pessoa normal cuja mente pode ser um pouco anormal, mas meus problemas mentais não são eu. Eles não me definem. Eles são parte de mim, mas não fazem parte da minha identidade.”

Alternativas no tratamento

A cura natural é a medicina mais  tradicional que existe. Neste sentido, quando a humanidade começou, não havia produtos químicos, aditivos ou “remédios medicinais rápidos”, como vemos frequentemente em nossa sociedade, hoje. Assim, cada vez mais as pessoas se voltam para o que funcionou no passado – e ainda funcionam maravilhosamente hoje. Há uma história de sucesso que resistiu ao teste do tempo: o Âmbar Báltico.

O âmbar original do Báltico pode ser usado de várias maneiras. Inclusive como um antibiótico que estimula e apoia o sistema imunológico do próprio corpo. Também fornece cura. Inclusive, estimula a revitalização do tecido. Talvez o ingrediente mais importante em remédios farmacêuticos “revolucionários” para transtornos de pele e cremes anti-envelhecimento seja o ácido succínico. É uma substância chave encontrada no âmbar Báltico, em porcentagens de 3% a 8%, a maior quantidade encontrada em qualquer lugar da natureza.

A lista de propriedades de cura continua… 

Por exemplo, o Âmbar Báltico trabalha clareza mental, equilíbrio de humor e reforça a confiança. Assim, ele ajuda a aliviar doenças do estômago, do sistema respiratório, dos pulmões, do sistema endócrino, da coluna, da tireoide, do baço e do sistema neurológico, incluindo o cérebro. O âmbar tem a capacidade de retirar a doença, o vírus ou a aflição da área afetada. Assim, neutraliza qualquer energia negativa. Além disso, é útil contra a depressão. Isto é, pode ajudar a reduzir ou eliminar a depressão, para obter uma melhor memória e um estado mental positivo.

De onde vieram todas essas características incríveis do âmbar Original do Báltico? 

Bem, da natureza, há milhões de anos atrás. O Âmbar Báltico é realmente resina fossilizada que foi produzida por pinheiros. São conhecidos como árvores coníferas, que existia no norte da Europa, em uma área que se estendia das regiões do sul do que é hoje a Escandinávia até as regiões vizinhas do leito no fundo do mar Báltico.

Em algum momento, historiadores determinaram que, como o clima nessas regiões tornou-se mais quente, essas árvores começaram a chorar grandes quantidades de resina (seiva). Portanto, os cientistas concluíram que o âmbar Báltico alcançou estabilidade ao longo do tempo como resultado da oxidação. Por isto, se você segurar um pedaço de âmbar do Báltico em sua mão, verá que ele é quente ao toque. Assim, quando em contato com o corpo, transmite uma fragrância muito relaxante.

Resina maravilhosa – Âmbar báltico

Com efeito, o âmbar Báltico natural pode ser encontrado em uma variedade maravilhosa de cores. Ele cria uma declaração de amor em joias. É a substância de cura natural mais incrível que você vai encontrar. Talvez seja hora de descobrir essa maravilha!

Deixe uma resposta